segunda-feira, 13 de junho de 2016

o rapto da sereia


Curso de Artes Cênicas - O Espelho
O Rapto da Sereia - Cena criada pela auna - Thais Moreira 


Enredo: Estamos em um parque aquático, esperando turistas chegarem para a grande inauguração.
Todos estão muito bem, até que de repente a atração principal desaparece... a sereia! Em meio ao caos e transtorno, todos procuram pela sereia. Alguns desesperados, pensativos, outros logo apontam um culpado, alguns criam teorias do que poderia ter acontecido. Todos com a mesma finalidade... achar o culpado! Mas todos se perguntam o mesmo... será que ele está entre nós?!

Características dos personagens:

Mágico: O mais sábio, porém, nunca diz as coisas diretamente. Suas falas são muito bem pensadas, sua forma de falar é igual a de um "sonso" ou um "metido de nariz em pé". Irrita todos os outros personagens por eles nunca entenderem de primeira o que ele diz. Aparece nas cenas para jogar á tona suas charadas e logo depois desaparece num piscar de olhos.

Sereia: A atração principal da cena. Ela é bonita, inocente e meiga, todos a adora. Ela não fala o idioma dos outros personagens, fazendo com que isso dificulte ainda mais a sua procura ao longo das cenas.

Seguranças: São arrogantes e sérios. Não querem ajudar em nada e vivem atrapalhando a procura da sereia. Também, ao longo de toda história, tentam convencer aos outros personagens que isso tudo é inútil e que devem esquecê-la.

Guia turístico: Falante e pateta. Aos olhos dos outros personagens ele é inútil e só atrapalha, pois suas palavras não têm coerência, porém, em algum momento da história ele será muito importante, pois ele é a única pessoa que consegue conversar com a sereia.

A turista: A mais pensante de toda a história. Cria teorias a todo tempo e na maioria das vezes desvenda as charadas do mágico. Muito atenciosa, porém, em alguns momentos todos desconfiarão dela já que ela esconde um segredo e em algumas cenas ela convence aos outros personagens a mudar a rota, fazendo com que eles demorem mais e corram mais perigo. Tem um ótimo poder de persuasão em cima de todos. Na frente de todos é meiga, mas por trás... um pouco séria e preocupada.

Diretor do parque: Autoritário, medroso e vive arranjando confusão, já que a todo momento ele diz que há um culpado entre eles. Porém, nunca tem argumentos, mas vive se gabando de quem é e que ele é o chefe da "operação". Diz que todos são inúteis e que ele é o mais sábio.

Obs: TODOS os personagens atuam de uma forma que eles mesmos pareçam o culpado, fazendo com que a platéia também entre na história e aposte em algum personagem para ser o culpado. Isso fará com que a platéia crie expectativas e fique vidrada a todo momento na apresentação.

Ps: Acho que está fluindo, mas parece que precisa de mais tensão e drama no contexto ou algo do tipo. Talvez precise de mais personagens ou que suas características sejam mais fortes. Creio que o ator tenha que se jogar no personagem para que tudo dê certo e que pareça "real", sendo muito dramático e que intimide a platéia.

Sei que com a sua ajuda e experiência, esse pequeno enredo possa se tornar uma grande peça! Obrigado por ser a primeira pessoa a gostar de algo feito por mim, eu não vou esquecer.

Curso de Artes Cênicas - O Espelho
SESC Campos - pesquisa sobre o Teatro  Surrealista e Absurdo do dramaturgo Espanhol Fernando Arrabal. 

Quintas Feiras - das 15 às 18h
Sábados - das 14 às 17h
Direção: Artur Gomes 



Nenhum comentário:

Postar um comentário